Hon Sha Ze Sho Nen - Símbolos do Reiki


O Hon Sha Ze Sho Nen é o 3º símbolo que se aprende em um curso de Reiki.

.

Uma das traduções dele é: “nem passado, nem presente, nem futuro”.

Sua freqüência energética também age fortemente no aspecto mental, dessa forma, ajudando a trabalhar aspectos de nossa consciência e mente, que são os geradores de nosso equilíbrio e desequilíbrios, consequentemente gerando emoções desequilibradas e por fim refletindo no corpo físico.

O Hon Sha Ze Sho Nen é o símbolo que o reikiano também utiliza quando deseja enviar energia através do tempo e espaço além de romper ligações de tempo com o passado e futuro.

Também é um símbolo que nos permite acessar os nossos registros akásicos.

Através dele podemos reprogramar o fato gerador do problema, enviando, por seu intermédio, a energia Reiki até o momento em que o fato ocorreu, embora esteja no passado. Considerando que presente e futuro interagem podemos enviar a energia Reiki ao futuro, programando como ela irá atuar em nosso entendimento diante do evento previamente programado e esperado.

O Hon Sha Ze Sho Nen possibilitará que possamos, após sentir as emoções decorrentes do fato passado, ter novas opções de ação para superar o problema gerado.

O processo corresponde à liberação de velhas emoções gravadas no corpo emocional pela ação do Sei He Ki, para, através do Hon Sha Ze Sho Nen, criar uma mudança no padrão mental eliminando o dano causado.

Poderá ser utilizado nos momentos que antecedem uma entrevista de emprego, uma audiência na justiça, reuniões, exames, viagens, etc.

Este símbolo pode ser utilizado também para o tratamento de algo não palpável, como uma relação entre duas pessoas, que experimentará mais compreensão, tolerância, relaxamento e harmonia. Podemos tratar uma depressão ou qualquer outra situação abstrata. Podemos usar esse tratamento até em desencarnados.

Utilização do Hon Sha Ze Sho Nen.

Enquanto o Choku Rei é energeticamente independente, o Hon Sha Ze Sho Nen e o Sei He Ki são dependentes da energia do símbolo Choku Rei, para ativar e iniciar suas prerrogativas específicas.

Em um tratamento, na dúvida de qual símbolo usar, utilize os três. Dessa maneira, você evitará fazer julgamentos e diagnósticos. Sem dúvida não fará mal usar os três símbolos sempre.

Os símbolos do Reiki, sempre e em qualquer ocasião, devem ser usados em ordem decrescente, ou seja, primeiro o Hon Sha Ze Sho Nen, depois o Sei He Ki (quando o receptor apresenta também problemas emocionais, que no meu entendimento está sempre presente e menor ou maior grau) e por último o Choku Rei.

Quando percebemos claramente que o fator desencadeante do desequilíbrio está num evento passado, ou quisermos programar a energia para o futuro, devemos colocar as duas mãos no topo da cabeça (chakra coronário) e visualizar o símbolo Hon Sha Ze Sho Nen e, em seguida, o símbolo Sei He Ki, então fazemos uma afirmação três vezes para o momento no qual a energia deverá agir. Em seguida, visualizamos o símbolo Choku Rei. Não devemos nos esquecer de repetir os mantras (nomes) de cada símbolo correspondentes três vezes para ativa-los, ou eles não serão ativados. Podemos ajudar a tratar traumas de vivências anteriores ou de infância.

Podemos usar uma fotografia da época do trauma. Se você não dispuser de foto e não houver a data em que o trauma aconteceu, apenas pense no problema e faça afirmações positivas (sempre três vezes) no sentido de que a energia Reiki vá à causa do problema e o sane.

Esse símbolo é o que se encontra mais alterações em seu traçado.

Isso ocorreu porque durante um período alguns professores de Reiki entenderam que o Reiki era uma tradição oral e que os alunos não poderiam levar nada escrito para casa, nem os símbolos que eles treinaram no curso de Nível 2.

Quando os alunos chegavam em casa não era mais possível lembrar com exatidão o símbolo e cada um desenhou como lembrava, originando várias versões.

Outro aspecto que contribuiu para que houvesse tantas versões dele foi o fato de que também alguns professores entenderam que os símbolos eram sagrados e dessa forma não se podia mostrar para quem não era Reikiano.

Hoje sabemos que é diferente.

Quando o professor, escritor de livros de Reiki e um dos pioneiros do Reiki no Brasil, Johnny De'Carli, após ter estudado o Reiki aqui, foi ao Japão ver como o Reiki era ensinado em sua origem, descobriu que o criador da técnica, Mikao Usui entregava uma apostila aos alunos, demonstrando que o Reiki não é uma tradição apenas oral.

Nessa apostila, Mikao Usui colocava uma entrevista que ele deu para um jornalista.

Na primeira pergunta, Usui se posicionou claramente contra o secreto, dizendo que a Técnica Reiki que ele criou não era e nem deveria ser secreta.

Dessa forma descobrimos que não há problema em pessoas que não são reikianas verem e terem acesso aos símbolos.

Que sagrado não é necessariamente sinônimo de secreto.

O que acontece na prática é que eles só conseguem ser usados e ativados por reikianos, pois durante o curso de Reiki, os símbolos são ativados no aluno.

Quem não é reikiano e tentar usar não fará nenhum mal, apenas não conseguirá ativa-los.

A entrevista completa que Mikao Usui deu você pode ver aqui: Entrevista de Mikao Usui.

Para saber sobre cursos de Reiki é só enviar um email para contato@reikiveterinario.com.br

=)

Bom dia amigos!

Ricardo Garé

Mestre em Reiki e Veterinário Holístico


8,075 visualizações

© 2016 Estúdio MUNI

CONTATO

RECEBA NOSSO

INFORMATIVO