Cirurgia x comprometimento energético


Existe uma complicação muito importante quando um órgão ou parte dele precisa ser extraído e está associada a alguns problemas que aparecem e os exames médicos não sabem explicar, pois fisicamente não possuem correlação, tais como por exemplo, dores em outras regiões e mal funcionamento de outros órgãos.

Exemplos de órgãos que dependendo da doença podem ser extraídos: Pâncreas, fígado, vesícula biliar, útero em uma castração ou infecção (piometra) entre outros.

Os órgãos possuem sua forma energética. Possuem uma estrutura energética e que mantém o mesmo formato de sua contraparte física.

Eles possuem uma condutância energética, tendo um importante papel de transmitir a energia que corre por ele para os órgãos vizinhos e assim por diante, fazendo com que todo o organismo funcione perfeitamente, de forma holística, o Todo.

Agora dá para imaginar o que acontecesse quando é necessário retirar um órgão!

Essa transmissão de energia entre eles é comprometida e todo o resto começa a se comprometer, podendo ter um acúmulo de energia ou falta dela.

O Reiki em animais pode ajudar nesse problema, pois ele promove e restabelece o equilíbrio e fluxo energético.

Ele pode ser utilizado de forma preventiva antes das cirurgias e/ou depois como tratamento.

Não deixe de dar atenção ao seu animalzinho e companheiro quando ele precisar passar por uma cirurgia de extração de algum órgão. Quanto mais tempo sem essa atenção, maiores poderão ser as complicações e mais difícil e demorado o tratamento.

Ricardo Garé

Veterinário e Mestre em Reiki

#reikiveterinario #animalreiki #reikiemanimais #reikiecirurgia #cirurgiaenergética #reiki

0 visualização

© 2016 Estúdio MUNI

CONTATO

RECEBA NOSSO

INFORMATIVO