CONSTELAÇÃO SISTÊMICA VETERINÁRIA

Constelação Sistêmica Veterinária é um caminho integrativo que se utiliza de um método psicoterapêutico breve com abordagem sistêmica e fenomenológica, aplicado à família multiespécie. Ele nos permite identificar e correlacionar emaranhamentos (padrões inconscientes) que permeiam o sistema familiar e que podem refletir na saúde física, mental, emocional e espiritual dos animais não-humanos, levando a desequilíbrios.

​As Constelações Sistêmicas Veterinárias provêm das Constelações Familiares sistematizadas por Bert Hellinger, integrada à vastos estudos como os de Rupert Sheldrake, Jacob Levy Moreno, Virginia Satir, Milton Erickson, Sigmund Freud, Carl Jung, Melanie Klein, dentre outros.

​Os animais não-humanos, por amor e semelhança, sinalizam, em forma de desequilíbrios, essas questões ocultas do sistema familiar na tentativa de nos fazer olhar para nossas questões, para que então haja algum movimento dentro do sistema. O mesmo ocorre quando os colocamos de forma inconsciente em lugares na família que não são deles, muitas vezes humanizando-os e impedindo que vivam no seu potencial como espécie animal não-humana.

​É um caminho de consciência sobre as relações entre os animais humanos e não-humanos e traz à luz o quão profunda é essa conexão, promovendo melhoria na qualidade de vida de ambos e contribuindo para que o fluxo do amor flua o tanto quanto possível no sistema familiar.

​Podemos olhar para o nosso sistema familiar e propor as seguintes questões:

​”O que esse desequilíbrio do animal não-humano quer me dizer?”

​”Que padrões inconscientes do meu sistema eu estou repetindo por lealdade aos meus antepassados e que está levando a manifestação desse desequilíbrio?”

​”Qual o lugar do animal não-humano no sistema? Eu permito que ele expresse a potencialidade do seu ser como espécie animal não-humana ou o coloco em papéis que não são dele?”

“​Que postura devo tomar perante a vida para que o animal não-humano não precise mais agir como sinalizador das questões do meu sistema?”

As indicações para as constelações sistêmicas veterinárias são diversas. Dentre elas:

Animais que constantemente adoecem;
Que possuem doenças tumorais, endócrinas, alérgicas;
Doenças crônicas, degenerativas doenças autoimunes;
Distúrbios neurológicos como quadros epilépticos, convulsões, síncope;
Que adoecem com um padrão de espelhamento com algum membro da família (ex:
humano com câncer e animal também);
Que apresentam desequilíbrio emocional: ansiosos, deprimidos, estressados, agressivos, medrosos, apáticos;
Em fase terminal;
Casos dramáticos de perdas de um animal;
Processo de luto frente à morte de um animal;
Animais com indicação de eutanásia/distanásia/ortotanásia/cuidados paliativos.

O Atendimento sistêmico promove, dentre outros:

Melhora na qualidade de vida dos animais humanos e não-humanos;
Maior conexão com o animal não-humano;
Maior consciência sobre as relações interespécie e melhora na qualidade das relações;
Tomada de consciência dos processos individuais e da relação destes com o sistema familiar multiespécie;
Autorresponsabilidade pelos próprios processos.

• Blog •

Imagem do post

A Comunicação Intuitiva/Telepática é real? Pesquisa científica explica

Imagem do post

Curso Inicial de Comunicação Animal entre Consciências – edição Santuário Animal Rancho dos Gnomos

Imagem do post

Palestra Reiki e Dor – 3º Simpósio de Med. Veterinário Integrativa da Faculdade de Med. Vet. da USP